Jacaré-Açu – Animal da Fauna Brasileira

Posted by:  :  Category: Animais em extinção, Jacarés

NOME COMUM: Jacaré-Açu
OUTROS NOMES: Caimão – preto, jacaré – aruará, jacaré – açu ou jacaré – gigante.
CLASSE: Reptilia
ORDEM: Crocodylia
FAMÍLIA: Alligatoridae
NOME CIENTÍFICO: Melanosuchus niger
NOME EM INGLÊS: Black Caiman
NOME EM ESPANHOL: Caimán Negro
COMPRIMENTO: Atinge até 6 metros de comprimento.
COMPRIMENTO AO NASCER: 30 cm
PESO: até 300 quilos de peso
OVOS: 40 a 50 ovos postos uma vez por ano
TEMPO DE VIDA: vive entre 80 e 100 anos

CARACTERÍSTICAS: Focinho grande e curto. 4º Dente não visível com a boca fechada. Placas ósseas na barriga.
Distribuição geográfica e habitat: Vive nos rios, igarapés e lagoas da Amazônia.
HÁBITO ALIMENTARES: É um animal carnívoro, se alimenta de quase todos os animais da floresta, desde peixes até aves e mamíferos. Alimentam-se inclusive de piranhas
HABITAT: Habita os rios e lagos da bacia amazônica
REPRODUÇÃO: A fêmea faz um ninho na vegetação na beira do lago, onde coloca seus ovos que após 01 mês de incubação, eclodem. Ao contrário das maiorias dos répteis, as fêmeas de jacaré costumam proteger os ninhos e filhotes. O acasalamento dá-se na água, mas a fêmea bota os ovos na margem.

O jacaré açu também é conhecido como jacaré preto, é o maior dos jacarés sul-americanos, podendo chegar a medir 6 metros de comprimento. Hoje em dia é muito raro encontrá-lo, já que é muito caçado para uso de sua pele. Fazendeiros não gostam de jacarés açus por perto pois representam algum perigo para as pessoas e suas criações, e normalmente os matam. Tem um couro muito cobiçado, é uma carne saborosa, apreciada por muitos moradores da região. Por isso esta na lista de animais ameaçados de Extinção.

Nadam com o movimento ondulante da cauda. Olhos e narinas são salientes, permitindo-lhes ficar semi-submersos como um submarino.

O jacaré açu deve temer mais seus inimigos quando ainda é jovem. Se não é comido no ovo por carnívoros ou grandes cobras, corre o risco de ser devorado, assim que nasce, pela jibóia ou por outros jacarés adultos.

Lucia Helena Salvetti De Cicco
Diretora de Conteúdo e Editora Chefe

Fonte: www.saudeanimal.com.br


Babuíno

Posted by:  :  Category: Animais em extinção, Macacos


(Papio papio)

Uma vida de prazeres

Observando um bando de babuínos, a primeira impressão é de que eles são desorganizados e que não obedecem a nenhuma hierarquia. Mas não é bem assim. eles têm líderes (os machos dominantes), que exercem autoridade sobre os outros e têm privilégios. Se um alimento for atirado ao bando, os machos dominantes serão os primeiros a escolher. Os outros nem ao menos se preocupam em olhá-lo. Como os dominados aceitam sua posição inferior, quase não há disputas dentro do bando; quando muito, uma pequena briguinha. E nunca há disputas pela posse das fêmeas. Durante o cio, elas acasalam livremente com todos os machos.
Esses macacos, encontrados por quase toda a África, vivem geralmente em campo aberto.
O grito agudo das sentinelas avisa o bando da presença de um inimigo. Os babuínos são onívoros, isto é, comem de tudo, mas sua dieta varia de acordo com a estação do ano, território, idade e sexo do indivíduo. As fêmeas e os filhotes recém-nascidos alimentam-se de capim; os filhotes mais desenvolvidos comem casca de árvore, insetos e lagartos. Logo depois de desmamados, os filhotes já são capazes de cuidar de si mesmos.

Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Primates
Família: Cercopithecidae
Características:
Comprimento: 70 cm, mais 50 cm de cauda
Várias espécies, incluindo o hamadríade, ou babuíno sagrado, cujo macho tem uma crina nas costas.

www.achetudoeregiao.com.br


Primata extinto é fotografado no Sri Lanka

Posted by:  :  Category: Animais em extinção, extinção

Por 60 anos, cientistas acreditaram que o lóris-delgado-vermelho tivesse desaparecido

Pesquisadores de uma floresta central do Sri Lanka fotografaram uma espécie rara de primata que se acreditava estar extinta por mais de 60 anos, disse hoje (19/07) a Sociedade de Zoologia de Londres.

O lóris-delgado-vermelho (Loris tardigradus) foi fotografado após uma longa inspeção dos pesquisadores da Sociedade, da Universidade de Colombo e da Universidade Aberta do Sri Lanka.

A equipe liderada por Saman Gamage disse que o mamífero não era avistado por mais de 60 anos, até que em 2002, um pesquisador afirmou ter reconhecido os olhos do animal durante uma pesquisa. Isto provocou a vontade entre os pesquisadores em comprovar a existência do primata e também comprová-la com fotos.

Nós estamos entusiasmados por ter captado as primeiras fotografias do animal e provar a sua existência”, disse o biólogo Craig Turner.

Acredita-se que a população de primatas tenha diminuído em seu habitat – na floresta montanhosa– após os governantes da colônia britânica do século XIX terem permitido a derrubada da mata para a plantação de café e chá, disse Gamage.

Ele disse que possivelmente outros lóris vivam em pequenas áreas da floresta montanhosa do Sri Lanka.

Fonte: http://ultimosegundo.ig.com.br


?>