Hoplocercus spinosus Fitzinger, 1843

Posted by:  :  Category: Lagartos

Identificação – Corpo cilíndrico, robusto; membros bem desenvolvidos; cauda muito curta, deprimida e com espinhos muito desenvolvidos. O comprimento rostro-anal varia de cerca de 40 mm até 112 mm. Cabeça marrom; pescoço com um colar marrom margeado posteriormente por uma listra amarela; dorso com uma série longitudinal de manchas marrons margeadas de amarelo; flancos amarelados com pequenas manchas marrons; ventre claro, com extensa mancha negra nos machos.

Distribuição geográfica-No Brasil, na região do Cerrado.

Habitat – Ocorre em áreas de cerrado e de mata.

Microhabitat – Vive junto ao chão, onde se refugia em buracos escavados sob rochas ou troncos caídos.

Dieta-Se alimenta de artrópodos, incluindo cupins, besouros, aranhas, escorpiões, formigas e gafanhotos em sua dieta.

Reprodução – Ocorre principalmente durante a estação chuvosa. As ninhadas variam de 1 a 6 ovos, sendo que a média é de 3 ovos por ninhada. Os ovos são elípticos, medindo cerca de 21 x 13 mm. Os filhotes nascem com cerca de 40 mm de comprimento rostro-anal e atingem a maturidade sexual perto dos 60 mm.

Comportamento – É uma espécie aparentemente com atividade mais concentrada no início e final do dia. Quando notada, refugia-se em buracos, posicionando a cauda espinhosa voltada para fora. Quando se tenta removê-la do buraco, esta espécie infla o corpo, se firmando contra as paredes do buraco.

Bibliografia seleta

Ávila-Pires, T. C. S. 1995. Lizards of Brazilian Amazonia (Reptilia: Squamata). Zool. Verh. Leiden 1995: 3-706.

Nascimento, F. P., T. C. S. Ávila-Pires, e O. R. Cunha. 1988. Répteis Squamata de Rondônia e Mato Grosso coletados através do Programa Polonoroeste. Bol. Mus. Para. Emílio Goeldi, nova sér., Zool., Belém 4: 21-66.

Vitt, L. J., e J. P. Caldwell. 1993. Ecological observations on Cerrado lizards in Rondônia, Brazil. J. Herpetol. 27: 46-52.

Fonte: http://vsites.unb.br


?>