Mata Atlântica

Posted by:  :  Category: Lugares

A Mata Atlântica ocupava, na época do descobrimento, uma faixa de 3500 quilômetros que se estendia por 17 Estados do Brasil, indo do Rio Grande do Norte ao Rio Grande do Sul. Possuía cerca de 1 milhão de quilômetros quadrados, quase 12% do país. Hoje, depois de séculos de exploração, foi destruído mais de 90% da floresta original, restando apenas 7% para abrigar uma incrível variedade de espécies de animais e plantas. Os climas predominantes são o tropical quente úmido e subquente úmido, com um grande índice pluviométrico e com temperatura média de 20 graus C.

A Mata Atlântica é composta de dois corpos florestais:
Floresta Litorânea e a Floresta de Montanhas.

Floresta Litorânea: Ocorre do Nordeste até o Rio de Janeiro, com uma fauna e flora semelhantes a Floresta Amazônica. A Floresta Litorânea é muito úmida, possuindo uma grande quantidade de espécies de bromélias e orquídeas. Possui também um grande número de endemismos de aves, como o Gavião-pombo-pequeno (Leucopternis lacernulata), o Cochó (Carpornis melanocephalus), o João-barbudo (Malacoptila striata).

Floresta de Montanha: Ocorre do Nordeste até o Rio Grande do Sul. É a mata de altitude, como a Serra do Mar e da Mantiqueira. Possui árvores com até 40m de altura com grande quantidade de bambus, plantas epífitas (bromeliáceas) e palmito (Euterpes edulis) no subbosque.

Um grande número de endemismos de aves também ocorrem nesta região, entre elas está o Trepador-de-sobrancelha (Cichlocolaptes leucophrus), o Cuitelão (Jacamaralcyon tridactyla) e o Sabiá-cica (Triclaria malachitacea).

Floresta de Araucária: Ocorre nas montanhas do Brasil meridional, com abundância do pinheiro-do-paraná (Araucaria angustifolia) O furnarídeo Grimpeiro (Leptasthenura setaria) possui ocorrência exclusiva nos pinheirais. Nas Florestas de Araucária ocorre ainda a Gralha-azul (Cyanocorax caeruleus) e o Caneleirinho-de-chapéu-preto (Piprites pileatus).

Mata Atlântica do Nordeste: Ocorre em Pernambuco, Alagoas indo até o Sudesde do Brasil, possuindo uma floresta de baixada e de altitude. Na floresta de baixada, quase extinta, ocorre o Mutum-do-nordeste (Mitu mitu), além da Araponga-do-nordeste (Procnias averano). Na floresta de altitude ocorre a Araponga (Procnias nudicollis), e o Zidede-de-barriga-laranja (Terenura sicki) que é endêmico e está ameaçado de extinção.

É preciso preservar este importante ecossistema brasileiro para as futuras gerações. Além do seu valor biológico, a Mata Atlântica oferece benefícios diretos ao homem, como o turismo ecológico gerando empregos e fonte de matérias primas para alimentos e medicamentos.

Bibliografia Consultada: Sick, H (1984) Ornitologia brasileira: uma introdução.
Brasília: Ed. Universidade de Brasília.

Fonte: www.avesdobrasil.com.br


?>