Pindani

Posted by:  :  Category: Peixes

Nome científico: Pseudotropheus socolofi Johnson, 1974.
Nome popular: socolofi, pindani
Família: Cichlidae

Origem e distribuição: Endêmicos (somente encontrados em determinada região) da costa sudeste do Lago Malawi (Moçambique). Fêmeas e exemplares imaturos habitam as áreas rasas das praias arenosas, próximas aos costões rochosos onde os machos estabelecem seus territórios. Existem duas variedades (naturais) de cor, uma amarela e outra azul celeste. No Brasil somente encontramos a variedade de cor azul e a forma albina desta (Snow White).

Tamanho: Exemplares selvagens raramente ultrapassam os doze centímetros de comprimento total. Em aquário pode chegar a 16 cm.

Índole: Agressivo e territorial considerado um pouco menos agressivo que outros mbunas. Os que tenho em casa não são lá florezinhas que se cheirem, mas também não são particularmente agressivos. O segredo está em dar bastante espaço e muitas (mas muitas mesmo) cavernas e tocas onde os exemplares mais fracos e as fêmeas possam se esconder se a coisa “apertar”. Mantenha um grupo mínimo de cinco indivíduos, sendo um macho e quatro fêmeas. Evite colocar mais de um macho em aquários de menos de 300 litros.

Tamanho do aquário: 200 litros
Temperatura: 26 ou 27 º C.
pH: 7.8 a 8.4. (8.0)
Dureza 10 a 14 dKH -12 a 20 GH.

Necessidades alimentares: Predominantemente algívoro, devem receber alimento com alto conteúdo vegetal (como ração a base de espirulina). Complemente a dieta com artemia viva, uma ou duas vezes por semana.

Filtração: Ciclídeo africano (originário de um dos lagos do vale do Rift) necessita de água alcalina e, portanto, a filtração deverá estar a cargo de um filtro de capacidade compatível com o volume do aquário e que privilegie a filtração biológica, garantindo a ausência de amônia e nitritos em dissolução. Os nitratos também devem ser monitorados evitando-se que atinjam níveis muito altos.

Dimorfismo sexual: Algumas fêmeas não apresentam ocelos na nadadeira anal. Os ocelos (falsos ovos) dos machos costumam ser um pouco mais definidos que os apresentados pelas fêmeas. O azul dos machos adultos é um pouco mais brilhante em comparação com a coloração das fêmeas adultas.

Reprodução: As fêmeas praticam a incubação bucal, depositando entre 30 e 70 ovos a cada desova. O período de incubação demanda umas três semanas e meia.

Fonte: www.aquarioitaquera.com.br


?>