Menu

Tatu-peludo, tatupeba


(Euphractus sexcinctus)

Ordem Xenartha
Família Dasypodidae

Caracterização
O tatu é uma animal portador de um escudo semelhante a uma armadura, constituída por fortes placas. Comprimento médio de 40 cm, e mais 30 cm de cauda, chega a pesar 5 Kg. Sua coloração vai do castanho-amarelado (mel) ao castanho-claro.
Nasce sem pêlos, sem dentes, com os olhos e canais auditivos externos fechados, orelhas mal formadas e boca fechada lateralmente por uma membrana, havendo apenas uma abertura anterior que permite ao animal mamar.
Sua logevidade média é de 15 anos.

Habitat
Ele cava túneis profundos nos solos leves das florestas, em que passa o dia. Cada toca tem várias aberturas, podendo abrigar diversos tatus.

Distribuição
Sua distribuição geográfica é a seguinte: Amazonas, Pará, Goiás, Mato Grosso ao Rio Grande do Sul, todo Uruguai, nordeste da Argentina, Paraguai, Bolívia, Guianas e Suriname. No Chile, o tatu foi introduzido pelo homem e hoje vive totalmente adaptado nas províncias centrais.

Hábitos
À noite o tatu sai da toca à procura de alimento – tem hábitos noturnos. São rápidos em terra firme e nadam bem.

Alimentação
Consiste de insetos (principalmente larvas) e outros invertebrados, pequenos vertebrados e alguns vegetais, como raízes, frutos etc.

Reprodução
Alcançam sua maturidade sexual entre 1 e 2 anos. O período de gestação é de 60 a 65 dias, nascendo de 2 a 4 filhotes por ninhada.
Nasce sem pêlos, sem dentes, com os olhos e canais auditivos externos fechados, orelhas mal formadas e boca fechada lateralmente por uma membrana, havendo apenas uma abertura anterior que permite ao animal mamar.

Predadores naturais
Onças, jaguatirica.

Caça, utilização
Muito caçado, pois sua carne é apreciada pelo homem.

Fonte: www.faunacps.cnpm.embrapa.br

Tags:,